5 (100%) 1 vote

A natação é um excelente exercício físico para nós, humanos. Mas você já parou pra pensar que a natação também pode ser ótima para os cães? No vídeo de hoje, eu vou falar pra vocês 6 benefícios da natação para cachorros.

Desenvolvimento

1: Pode ser uma ótima maneira de fazer com que seu cachorro tenha segurança. Um cachorro que sabe nadar é aquele cachorro mais independente, que não tem medo de enfrentar desafios. É importante, é claro, ensinar o seu cãozinho a nadar. Os filhotes têm mais facilidade para aprendizagem, mas isso não exclui os mais velhos, desde que seja uma raça ou característica do cão que tenha familiaridade com água. NEM todos os cachorros vão gostar de nadar, mas só saberão disso se tentar, não é mesmo?

2: Tratamento de excesso de peso. Nós já falamos aqui no canal que os cachorros não estão livres de problemas relacionados à excesso de peso e até mesmo a obesidade. A natação pode ser um ótimo aliado para combater este problema. Se você tem uma piscina à sua disposição para isso, nadar com o seu cãozinho pode ser uma boa dica, desde que você acompanhe bem de perto as primeiras tentativas de nado.

3: As articulações também: Não podemos esquecer que a natação é um exercício muito recomendado por fisioterapeutas animais. Isso porque a melhor é significativa para as articulações. Cães da raça dachshund, por exemplo, tem muitas dessas dificuldades por conta do seu tronco alongado (o basset hound tem a mesma característica). Ou seja, a natação pode ser um aliado poderoso para alívio de dores e tratamento de doenças crônicas relacionadas à má formação do corpo canino.

4: Ajuda na movimentação: Algumas pessoas podem se atentar ao fato do seu cachorro filhote ser ainda muito desajeitado no jeito de andar ou brincar. Você sabia que a natação para cachorros  pode ajudar a dar mais equilíbrio e sendo de direção para o animal? Pois é. Muitos filhotes acabam criando certa autonomia no equilíbrio e movimentação graças às atividades dentro da água. E aqui vale a mesma observação que venho dando sobre filhotes na água: acompanhe bem de perto as primeiras “patadas” do seu cãozinho. E, se ele não gostar, deixe ele ficar um pouquinho mais velho para tentar novamente. Não insista.

5: Tratamento de lesões: Se você já passou por uma situação delicada em que seu cachorro infelizmente teve uma lesão, certamente já ouviu o seu médico veterinário recomendando a natação. Você já viu que, se para os humanos os exercícios aquáticos são ótimos para quem já teve algum problema no corpo relacionada à lesão, a regra também se aplica aos cachorros. É claro que tudo vai depender de qual é o tipo de problema, mas na maioria dos casos isso pode ser remediado com a água.

6: Diversão: Nós não podemos esquecer da diversão, é claro. Se a ideia é fazer o seu cãozinho se divertir, não poupe esforços! A piscina, a praia e o lago são ambientes excepcionais para a atividade, desde que o local permita a presença de animais. Dependendo do cachorro, é altamente recomendável o uso de coleta salva-vidas, pois nem todo cachorro vai se sentir à vontade logo de cara dentro da água. Evite o tempo frio para fazer isso também e tenha paciência para os ficam desesperados no momento em que só encostam a primeira para na água. Muitas vezes o medo é só inicial.

 

Gostaram da dica de hoje? Mande algum outro benefício que você tenha notado com a natação com o seu cachorro ou alguma dúvida que tenha ficado em relação à este tema deixe aí nos comentários.

Comentários

comments